Enfermeiras em todo o mundo denunciam violentas repressões e exigem o restabelecimento da democracia em Honduras

Submitted by smaple on December 12, 2017

Global Nurses United

Nós, enfermeiros e enfermeiras de 17 países, organizados na Unidade Global de Enfermagem, apoiamos nossas irmãs e irmãos enfermeiros de Honduras na denúncia da repressão violenta contra a população hondurenha pelas forças armadas e pela polícia militar no contexto da eleição presidencial inacabada de 26 de novembro. Essas eleições foram caracterizadas por inúmeras irregularidades, incluindo compra de votos, falta de transparência no processo de contagem de votos, caídas misteriosas no sistema de transmissão de resultados, seguidas de uma inversão de resultados estatisticamente impossível, e um atraso de uma semana na publicação dos resultados finais. Pelo menos 14 pessoas foram mortas por forças de segurança sob o comando de Juan Orlando Hernández, atual presidente e candidato a reeleição, e mais de 50 pessoas foram hospitalizadas com feridas de bala. O atual estado de emergência e o toque de recolher militar no contexto de um processo eleitoral não só agravam as vítimas da repressão, como também evita que os pacientes acessem o tratamento e cuidados necessários.

Como enfermeiros/as, acreditamos que a ameaça à democracia hondurenha é também uma ameaça para a saúde e o bem-estar de sua população. Hondurenhos e hondurenhas sofreram gravemente o impacto no setor da saúde, com a redução ilegal de fundos ao Instituto Hondurenho de Segurança Social (IHSS) e com a privatização de hospitais e clínicas públicas, que ocorrem apesar do grande movimento de protesto liderado por enfermeiros/as e outros trabalhadores no setor da saúde. Além disso, são adicionados os cortes drásticos nos direitos trabalhistas dos enfermeiros/as no sistema de saúde pública, o que implica a limitação intencional de suas habilidades para satisfazer adequadamente as necessidades dos pacientes. Desde o golpe militar de 2009, Hernandez apoia a usurpação de terras, mineração e outros projetos extrativistas que têm graves consequências ambientais e, também, um sério impacto na saúde da população. Dezenas de defensores dos direitos humanos - incluindo enfermeiras - que protestaram contra essas ameaças à saúde e à democracia em Honduras morreram em assassinatos intencionais.

No quadro da crise atual, nos juntamos aos enfermeiros/as de Honduras e demandamos da comunidade internacional e dos nossos respectivos governos:

  1. Recontagem de votos supervisionada por organizações internacionais independentes e confiáveis;
  2. Que a comunidade internacional dê um passo à frente e exija o fim imediato da repressão por parte do governo hondurenho aos protestos não-violentos e condene a militarização pré e pós-eleições;
  3. Que o governo hondurenho anule o estado de emergência imposto durante o processo eleitoral, incluindo o toque de recolher militar destinado a apaziguar os amplos e não violentos "panelaços" protestos e;
  4. Suspensão imediata de todos os governos do mundo da ajuda militar e policial às forças armadas e policiais hondurenhas

Annie Butler, Secretario Federal en funciones
Australian Nursing and Midwifery Federation
Australia

Solange Aparecida Caetano, Presidenta
Federação Nacional dos Enfermeiros
Brasil

Linda Silas, Presidenta
Canadian Federation of Nurses Unions
Canadá

Nancy Bédard, Presidenta
Fédération interprofessionnelle de la santé du Québec
Canadá

Rodrigo López García Rodríguez, Secretario General
Asociación Nacional de Profesionales en Enfermería of Costa Rica
Costa Rica

Deborah Burger, Copresidenta
Jean Ross, Copresidenta
National Nurses United
Estado Unidos

George Tsolas, Presidente
Thomai Aslanoglou, Secretario General
Pan-Hellenic Federation of Nursing Staff
Grecia

Dora Regina Ruano Saldaña de Lara, Secretaria General Adjunta
Sindicato Nacional de los Trabadores de Salud de Guatemala
Guatemala

Dr. Edward Matthews, Director de Regulación y Política Social
Irish Nurses and Midwives Organisation
Irlanda

Jocelyn S. Andamo, Secretaria General
Filipino Nurses United
Las Filipinas

José Marcos Rojas Martínez, Dirección Política Nacional
Asamblea Nacional de Enfermeras y Enfermeros de México
Méjico

Kerri Nuku, Copresidenta
Grant Brookes, Copresidente
New Zealand Nurses Organisation
Nueva Zelanda

María Concepción Chávez, Presidenta
Asociación Paraguaya de Enfermería
Paraguaya

Zoila Bernardita Cotrina Díaz, Presidenta
Federación de Enfermeras del Ministerio de salud del Perú
Perú

Ji Hyun Yoo, Presidenta
Korean Health and Medical Workers Union
Corea del Sur

Julio Cesar García Cruceta, Secretario General
Sindicato Nacional de Trabajadores de Enfermería
República Dominicana

Zxyyann Jane Lu, Presidenta del Consejo de Administración
Taiwan Nurses’ Union
Taiwan

Ming-Chang Tsai, Presidente
Wei Hsu, Supervisor
Taipei City Hospital Labor Union
Taiwan

Mg. Silvia Santana, Comisión Directiva
Sindicato Único de Enfermería del Uruguay
Uruguay